São Bernardo acordou hoje com mais um crime cometido

 Allconectado  Meio Ambiente  24/12/2013

São Bernardo acordou hoje com mais um crime cometido, com o  corte de várias arvores da Praça Samuel Sabatini.
Testemunhas de momentos históricos, como as manifestações dos metalúrgicos em fins da década de 1970 e inicio da de 1980, até ontem emprestavam suas sombras para reuniões políticas, manifestações como as de janeiro a junho contra o aumento da passagem e durante este ano todo contra o estatuto do magistério imposto pe...lo prefeito, e era sob elas também, que se concentravam jovens nas tardes e noites. Elas Foram vitimas do prefeito de plantão e uma postura absolutista que está se revelando a cada dia cada vez mais em São Bernardo. O mesmo foi feito com piso histórico da Praça da Matriz, substituído por outro, de estética duvidosa e, é a mesma postura que este demonstrou de forma arrogante e autoritária ao mandar os professores sentarem e escutá-lo, a mesma que quando ministro da previdência, inventou a tal da alta programada mostrando total desprezo pela pessoa humana.
Os fatos de autoritarismo se avolumam, seja na agressão física a Marcelo Reina, seja no fechamento do ESPAÇO 50, ou ainda, no deboche pela imprensa em relação aos munícipes manifestantes.
O fato é que São Bernardo está sendo feita para os interesses das grandes incorporações imobiliárias, com uma crescente verticalização e uma absurda especulação. As mesmas fotos que mostram as árvores no chão mostram ao fundo, empreendimento de alto padrão onde, o mais lógico seria no local as obras pública para a conter os alagamentos.
São Bernardo é construida no dia-a-dia pelos trabalhadores e é para eles que a cidade deve estar voltada.
'Assim, em 2014 a luta continua pelo direito à cidade.