Reunião na Escola Estadual Yolanda Noronha no Jardim Silvina.

 Aldo  Cidades  14/01/2018


Importante reunião na Escola Estadual Yolanda Noronha com a presença da supervisora de ensino, Sindicato dos Professores, Grêmio Livre Estudantil, Conselho tutelar e comunidade do entorno.
São inúmeros os problemas nesta unidade escolar como podemos perceber nas fotos em anexo, e dá a impressão, que por se tratar de uma escola da periferia os governantes pouco se importam com o pleno funcionamento da mesma ou não.
Têm problemas de poda de arvore urgente, proliferação de pombos e ratos, fiscalização sobre a reforma que aparentemente está sendo realizada, falta de democracia na unidade escolar conforme verificamos na reunião, onde a direção manobrou para não cumprir a deliberação do conselho de Escola, além da luta de educadores e educandos pela abertura do período noturno para o ensino médio regular e EJA.
Uma comunidade bastante participativa que tem noção efetiva dos diretos que estão sendo negados. Como não teve retorno sobre a abertura ou não do referido período, a comunidade vai terça feira, dia 16/01, até a Secretaria Estadual de Educação para cobrar a reivindicação solicitada.
Percebemos que a vida só muda com a luta organizada!
SBCampo, 12/01/2018.
Informe da coordenação da subsede da apeoesp-sbc.