Professores da Escola Estadual Yolanda Noranha continuam na luta pela abertura do ensino médio  regular e EJA no noturno.

 Aldo  Educação  18/01/2018

 

Dezenas de professores, alunos, representantes da sociedade amigos do Silvina e representantes da apeoesp compareceram a Secretaria Estadual de Educação para reivindicar a abertura do Ensino médio noturna nesta unidade escolar.

Uma quinta feira atípica, com protestos em sbcampo, Greve do Metrô de SP, nos impondo a uma verdadeira maratona até chegar a Secretaria Estadual de Educação.

Na secretaria definiram que receberiam apenas uma comissão  com  10 pessoas.

Fomos atendidos pela representante da secretaria, professora  Valesca,  subsecretária de articulação regional e  a professora Andrea, Diretora de Matriculas Estadual.

O diálogo fluiu  num bom tom e mesmo diante dos números frios que elas apresentaram, ficaram sensibilizadas com a solicitação e o testemunhos de professores, alunos e comunidade.

Mesmo diante da pauta definida, informamos que vem acontecendo  em nossa cidade outras demandas não solucionadas como a negação da abertura do EJA na Escola São Pedro e da mudança impositiva na escola Nail Franco na Vila  Esperança.

Diante dos apelos  e das sugestões dos participantes, foi acertado que a Andrea virá  na escola Yolanda no dia 26 de Janeiro de 2018, às 9 horas para verificar  e dar um parecer definitivo.

Combinamos também que outras eventuais demandas serão discutidas neste dia logo após a definição dos rumos da Escola Yolanda. 

 Apesar das dificuldades, entendemos que nossa ida a São Paulo foi proveitosa e muitas coisas que eles falam lá, pouco repercute por aqui.

Parabenizamos os educadores da escola Yolanda pelo compromisso  na ação efetiva, bem como alunos, e comunidade pelo empenho e defesa da escola pública livre, gratúita e laica.


SBcampo, 18/01/2017


Informe da Coordenação da subsede da apeoesp-sbc